A VIDA QUE VALE A PENA

01-04-2011 08:20

A VIDA QUE VALE A PENA

 

“Se vós fosseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”.

João 15:19

 

Às vezes deixamos que as coisas do mundo como emprego, estudo, divertimento, ideais mesquinhos, tomem conta do nosso tempo, nos deixamos cegar e nos afastamos do verdadeiro propósito da vida que é o de viver para honrar o Senhor e agradá-lo com o melhor que somos, temos e fazemos.

Quando menos esperamos estamos tão distantes do verdadeiro propósito para o qual fomos criados que só percebemos isto quando já é muito tarde, quando o caminho que pegamos já está muito distante daquele que deveríamos ter pegado, quando o vazio de estar longe do criador toma conta do nosso coração, quando nos falta o ar, a vida se encontra tão sem graça, sem sentido, quando muito tempo foi perdido, quando muitas conseqüências ruins já estão sendo vivenciadas, quando para o coração do ser humano diz que não tem mais jeito.

Vivemos o que está escrito em Romanos 1:21-25, não o glorificamos como lhe é devido, não somos gratos por tudo que somos e temos, somos sábios por nós mesmos, nos bastamos, fazemos daquilo que é perecível o nosso Deus. O Senhor então nos permite viver como queremos, agradando o nosso coração pecaminoso, mas Ele nunca desiste de nós sempre tem a esperança que possamos cair em nós mesmos e retornemos de onde caímos, está sempre a nossa espera, só ele pode mudar nosso cativeiro Ele já fez isso em outras épocas a um povo chamado Israel comprove isto no livro de Juízes, eles eram mestres em abandonar o Senhor, em viver de maneira dissoluta, mas quando caiam em si procuravam o auxilio do Senhor o conhecido Senhor dos Exércitos, o Poderoso nas batalhas, o Deus forte, o Rei dos reis e o Senhor dos senhores, o Deus de cura, o Deus de paz, o Deus que é amor, grandioso em misericórdia, abundante em perdão.

Israel sabia que não existia outro Deus além Dele e que apenas Ele poderia devolver-lhe a esperança que outrora foi perdida, a vida abundante que só pode ser vivenciada através do Senhor, e nós também temos a chance de vivermos Nele e mais que saber como ele é, nós podemos viver de maneira íntima, conhecendo não mais de ouvir falar, mas de andar lado a lado com Ele. (Jó 42:5).

A decisão de viver continuamente com o Senhor é individual e intransferível, é verdade que é um caminho estreito (Mt 7: 13-14), mas nada se compara com o caminho longe do Pai, longe do Pai não existe vida, apenas  vazio, não deixe que a sua existência passe como a erva do campo, mas deixe marcas na sua geração vivendo ao lado Daquele que é merecedor, o Senhor Jesus.